13.02.18
Tradução: Saiba tudo sobre as músicas do Aurora, novo álbum da Bea Miller

Há ano atrás, Bea Miller embarcou na sua jornada mais ambiciosa e pessoal, e convidou os fãs a acompanhá-la a cada passo. Com o lançamento do chapter one: blue (tristeza), a jovem cantora/compositora lançou uma série de novas gravações que rastreiam seu progresso criativo e emocional em cores vivas, literal e figurativamente.

Em seguida, chapter two: red (redenção) e chapter three: yellow (autodescoberta). Miller se esforçou para “estar constantemente em comunicação com as pessoas que ouvem minha música”, como explicou desde o início. Essa busca agora fechou um ciclo com seu segundo álbum, Aurora. A extraordinária evolução de Miller de uma adolescente talentosa para uma artista e mulher madura e confiante.

O título do álbum refere-se à deusa do amanhecer, que se renova todas as manhãs, espalhando flores (uma imagem proeminente na arte do álbum). Para Miller, a figura de Aurora significa o empoderamento das mulheres – um tópico oportuno que tem ressonância especial para Miller no momento – e o álbum representa o novo começo que seu processo permitiu. (A palavra aurora também se refere às luzes do sul e suas ótimas exibições de cores deslocadas, ligando a codificação dos capítulos de Miller).

“Eu passei por mudanças significativas”, diz Miller. “Muito disso tem a ver com a minha idade, mas também tem sido uma questão de escrever e expressar tanto, e poder compartilhar isso com outras pessoas. Liberando essas músicas da maneira que eu fiz, eu realmente pude ver meu próprio crescimento. Eu tenho uma cápsula do tempo agora, do que estava acontecendo na minha vida e na minha cabeça”.

O primeiro single do Aurora, o desafiador “motherLove”, foi elaborado com uns dos “produtores favoritos de todos os tempos” de Miller, Warren “Oak” Felder e Sizzy Rocket. “Oak e eu trabalhamos juntos quando estávamos fazendo o chapter one e no inicio do chapter two, e as últimas músicas que havíamos escrito eram muito negativas. Dessa vez, estava me sentindo mais confiante.”

Esse novo senso de autoconfiança e abertura levou a uma franca conversa com Sizzy Rocket, “sobre caras em nosso passado e o que exatamente os fizeram fazer com que nos sentíssemos tão miseráveis. Uma das coisas de que falamos – isso pode parecer ruim, mas tenho certeza de que muitas mulheres podem se relacionar: quando um cara vai dizer: ‘Oh, eu vou fazer muitas coisas excelentes para você esta noite; eu vou balançar o seu mundo.’ E então eles são como,’Foi ótimo para você?’ E você se sente tipo, ‘Não, eu prefiro estar sozinha.’ Isso vem de uma posição impotente, mas assumindo o controle e revirando seus olhos para ele.”

Essa descrição claramente não se aplica a sentimental “crash & burn”, escrita para o namorado atual de Miller, que antes inspirou “Warmer”, uma música do chapter two. Naquela época, os dois eram apenas amigos, mas começaram a notar um ao outro.

“Por muito tempo, você pode colocar em sua cabeça que você não recebeu o amor e a consideração que deseja, porque você simplesmente não merece”, observa Miller. “Mas agora estou tendo essa experiência incrível. Todos os dias eu acordo com choque que alguém que realmente se preocupa comigo está mostrando isso de forma positiva”.

Alcançar esse “destino”, como Miller diz, não foi sem desafios – o que ela aborda com uma franqueza típica em uma melodia nova chamada “bored”. “Antes que esse cara fosse meu namorado, houve um período em que nenhum de nós queria dar o próximo passo”, explica Miller. “Nós dois temíamos que não retribuíssemos os sentimentos uns do outro”. Ela cutucou sua amiga íntima e frequente colaboradora de escrita, Steph Jones e Mike Sabath, “um produtor de 19 anos que será muito grande, e ele é a pessoa mais legal. Nós estávamos nos divertindo muito juntos, mas na música eu estou reclamando como eu estava entediada com essa situação na minha vida que foi boa, mas repetitiva”.

Miller credita a música pela ajuda com o romance. “Às vezes alguém precisa te empurrar para o futuro”, ela diz. “Eu podia ouvir a voz de Steph na minha cabeça dizendo: ‘Vá’. Você percebe que as músicas podem inspirar sua vida tanto quanto a vida inspira suas músicas”.

A contradição também deu resultado a “outside”, escrita com o artista emergente Lostboycrow e seu produtor de longa data, Dylan Bauld. “Eu me sentia desmotivada no meu trabalho e vida”, diz Miller ao descrever a música, que segue de versos sinuosos e frágeis para um refrão apaixonado. “Pela primeira vez na minha vida, ir ao estúdio começou a parecer como uma tarefa difícil. Eu acho que todos nós podemos cair nisso, então eu comecei a chegar em outros artistas, perguntando, como eu me re-inspiraria? Um deles era esse cara incrivelmente talentoso e incrível, Lostboycrow, e Dylan, que também é incrível. Eu disse a eles como eu senti e eles eram como ‘Sim, podemos nos relacionar com isso’. E nós nos divertimos tanto escrevendo sobre coisas que pareciam tão medíocres, e isso nos levou a escrever o que acabou sendo uma das minhas músicas favoritas.”

Aurora também inclui uma música contribuída por escritores externos, a provocadora e lânguida “girlfriend” que “parece algo que eu poderia ter escrito, mas alguém melhorou”, ironiza Miller. “A melodia é muito legal, mas também adoro que a letra muda os papéis tradicionais. Normalmente, você ouve os homens dizendo: ‘Estou apenas por diversão’, mas neste caso, essa é a perspectiva feminina. Houve um tempo, recentemente, onde eu senti assim”.

Para Miller, documentar essas mudanças e traçar os altos e baixos da vida provou ser empolgante e pungente. “Eu recebi o mix para ‘motherLove’ de volta uma semana depois de termos escrito, e eu sentei no carro com meu namorado e comecei a chorar”, lembra. “Isso só aconteceu comigo uma vez antes. Eu poderia ouvir músicas como essa e ‘bater e queimar’ (crash and burn), e me sinto tão bem, porque eu vi o crescimento não só na minha música, mas em mim, como pessoa. E isso tem sido incrivelmente inspirador.”

Fonte: Hollywood Records
Tradução e Adaptação: BMBR

13.02.18
TRL (COM LEGENDA): Bea Miller canta S.L.U.T. e fala sobre Demi Lovato e Shay Mitchell

Ontem, 12/02, Bea participou do programa TRL da MTV. Durante a entrevista, Bea comentou sobre seu aniversário, que foi dia 7, sobre a amizade com Demi Lovato, sobre o vídeo de Shay Mitchell correndo semi-nua pelas ruas de Los Angeles, entre outros assuntos. Confira o set completo e legendado abaixo:

Além da entrevista, Bea aproveitou a oportunidade para divulgar e cantar seu novo single, S.L.U.T.! A apresentação foi super divertida, com efeitos de luz e cortes. Além disso, percebemos que uma nova era começou, pois Bea, que normalmente se apresenta com uma banda, entrou sozinha no palco. Confiram abaixo o resultado:

Confira também as fotos do programa e dos bastidores na nossa galeria:

Fotos

11.02.18
GALERIA: Atualização Semanal: Confira as fotos dos eventos e redes sociais

Começamos hoje um post que ocorrerá periódicamente aqui no Bea Miller Brasil: a atualização semanal da galeria! Assim, vocês terão disponível em um só lugar todas as novas fotos e não perderão nada.

Essa atualização é referente ao início do mês de fevereiro até o momento. Nesse período tivemos a divulgação do Aurora, com capa, photshoot e evento de divulgação. No dia 07/02 foi o aniversário da Bea e vários amigos postaram fotos nas redes sociais para comemorar a data. Além disso, Bea esteve presente na New York Fashion Week. Confira tudo abaixo e diretamente na nossa galeria:

Divulgação do Aurora
Photoshoot para o Aurora


Capa do Aurora


Fotos com Fãs

Redes Sociais
Twitter


Instagram

Instagram de Outros

Twitter da Kim

New York Fashion Week
Tadashi Shoji


Pamela Roland

Just In XX

Bibhu Mohapatra

alice McCALL

11.02.18
De cara nova: Bem vindos ao novo Bea Miller Brasil

Olá, o tema atual se chama Blue e ele foi criado pra ser lançado no começo do Chapter One: Blue mas ficou faltando alguns detalhes e ele foi deixado de lado com o passar do tempo.

E agora depois de muito tempo com um tema antigo eu e toda equipe decidimos colocá-lo temporariamente até um novo tema inspirado no novo álbum ser lançado futuramente.

Também pedimos desculpas pela falta de atualização no site, ultimamente temos postado somente no Twitter, IG e Facebook. Atualizamos a galeria também e vocês podem acessá-la clicando aqui.

O tema foi totalmente criado por mim e você pode entrar em contato pelo meu Twitter @alexsandrodev e espero que gostem!

Boa leitura BEAsts. 💗

09.02.18
Aurora: Vem álbum novo por aí!

A espera está quase acabando! Foi divulgado que o novo álbum da Bea está chegando dia 23 de fevereiro de 2018, e não poderíamos estar mais ansiosos! Aparentemente ele terá 12 músicas, sendo 9 dos chapters one, two e three, e 3 músicas adicionais!

O título do álbum é Aurora, e a Bea deu uma explicadinha no twitter sobre o que esse nome significa:

“aurora – inspirado na deusa do amanhecer. a história diz que ela voa sobre o céu todas as manhãs. puxando o sol atrás de si, atirando flores de sua carruagem. ela é a portadora da luz do dia e representa um novo começo, que é o que esse álbum se tornou para mim.”

Apesar da reviravolta no nome, que antes seria Spectrum, adoramos o título! E a capa nem se fala, né? Olha aí!

Chega logo, dia 23!

09.02.18
Vídeos: Bea no Audience Music

Na sexta-feira, 12 de janeiro de 2018, o canal AUDIENCE Music reproduziu um show e entrevista sobre a Bea Miller. O programa foi reproduzido nos canais AUDIENCE Music DIRECTV (ch239) e U-VERSE (ch1114) ás 9PM ET/PT (18h no horário de Brasília).

Abaixo, o trailer promocional legendado pela nossa equipe.

Performance de S.L.U.T legendada, single do Chapter Three: Yellow.

Show + Entrevista (Sem legendas)

10.10.17
SAIU!: Chapter three: yellow.

Essa sexta-feira (06/10/2017) bea lançou mais 3 músicas da série dos chapters. O chapter three: yellow conta com as faixas repercussions, S.L.U.T. e to the grave – ft. Mike Stud.

O chapter three é um capítulo mais feliz, onde bea afirma que é quando você supera um problema e está melhor preparado para o que vem por acontecer. Aparentemente o single é S.L.U.T.

O que acharam? Vamos fazer muuuito stream com a gente no nosso twitter?

10.10.17
música para trilha sonora: Clipe de “Brand New Eyes”

No dia 29 de Setembro de 2017 recebemos o clipe de Brand New Eyes, música que bea compôs para a trilha sonora do filme extraordinário, com data de estreia prevista para novembro desse ano. No clipe podemos ver várias cenas que remetem ao filme, e várias da bea em um clima bem feliz, com muita presença de verde!

O que acharam beasts?

02.09.17
Pop Shop Podcast: Bea Miller fala sobre o Hot 100 Festival, e sobre ver (e lançar) música em cor

Bem vindos ao novo episódio do Billboard Pop Shop Podcast, sua primeira parada para todas as coisas pop nos charts semanais da Billboard. Em adição, você sempre pode contar uma vívida discussão sobre as últimas notícias pop, FUN CHART STATS AND STORIES, música nova, e entrevistas convidadas com estrelas da música e FOLKS do mundo do pop.

Os fãs casuais de pop e os viciados em charts podem ouvir o co-diretor da Billboard, Keith Caulfield e o editor adjunto da Billboard, digital, Katie Atkinson todas as terças-feiras no Pop Shop Podcast, que pode ser transmitido no Billboard.com ou baixado no iTunes (clique aqui para ouvir Para a edição anterior da terça-feira do show no Billboard.com).

No último show, a cantora/compositora Bea Miller se junta a nós para falar sobre a sua próxima apresentação no terceiro Hot 100 Festival anual, como a sua mãe está especialmente animada para ver ela assumindo o palco no festival, como Miller vê a música em cor, e como ela foi criativa com lançar a sua nova música porque “as pessoas realmente não consomem mais álbuns.”

Além disso, Steven Horowitz, editor sênior da Billboard, se torna o co-anfitrião do show, enquanto a Katie faz uma pausa do Pop Shop. Keith e Steven apresentam o Festival Hot 100 desta semana, que acontece nos dias 19 e 20 de agosto em The Grounds at Jones Beach Theatre em Long Island, Nova York. Todo mundo desde Demi Lovato e Major Lazer até Camila Cabello e Zedd vão tocar no show, e o pessoal fala tudo sobre o que esperar e ainda mais.

Quanto a Miller, ela diz que tocar no Hot 100 Festival é ainda mais especial, porque ela tem laços familiares com Jones Beach e esta será a primeira vez que Miller toca no local. Acontece que a mãe de Miller é de Long Island, e Miller conta a Billboard: “Mamãe planeja estar lá (no show) por muito tempo. Ela incomoda todos com isso. Minha tia vive perto … Eu vou a Jones Beach todos os anos para os fogos de artifício, para o Quatro de Julho. Eu estava lá a pouco. Nós, literalmente, acabamos de passar nesse local há algumas semanas”.

Miller está programada para tocar no palco principal do festival, o Hot 100 Stage, no dia 19 de agosto às 4:45 p.m. Ela será seguida por uma grande lista de estrelas dos charts: Gucci Mane, Lovato, Zedd e Big Sean. (E ei, talvez haja fogos de artifício em algum ponto durante o fim de semana no festival, também!)

Falando sobre o Festival Hot 100, Miller tem estado ocupada com o seu contínuo projeto de música com temas de cores, que foi iniciado em fevereiro com o lançamento do conjunto de três músicas chamando Capítulo Um: Azul. Ela seguiu em junho com outro trabalho de três músicas, Capítulo Dois: Vermelho. No final deste ano, o Capítulo Três: Amarelo chegará (novamente, com três músicas). O trio de títulos leva a um trabalho de estúdio completo, que conterá as nove músicas lançadas anteriormente, além de mais três novas faixas.

“Eu tenho sinestesia”, diz Miller, “que é quando você vê a música em cores. É por isso que tenho usado as cores porque quando decidimos que íamos lançar a música em capítulos, ao invés de tudo ao mesmo tempo, eu estava pensando, ‘bem, como podemos levar isso mais longe? Como expandir isso e torná-lo mais criativo?'”

Miller diz que ela agrupou as músicas com base em que cor ela viu quando ouviu uma faixa em particular. As músicas do Capítulo Um: Azul era, de forma adequada, canções que ela escreveu enquanto se sentia triste. Então, no Capítulo Dois: Vermelho, aquelas músicas eram aquelas em que ela passara da tristeza e estava “meio brava com a tristeza” por ela ter sido por tanto tempo.

Em última análise, os títulos Azul, Vermelho e Amarelo levam a um álbum completo, possivelmente intitulado Spectrum (Espectro).

“Aconteceu das três cores serem as cores primárias. Então eu estava pensando… e não é 100%, mas eu estou pensando que eu queria (pra ser o título) algo como Spectrum (Espectro). no mesmo senso as três cores primárias podem formar qualquer cor no espectro, você precisar vivenciar emoções – a tristeza, a solidão do Capítulo Um (Chapter On), a raiva e o empoderamento no Capítlo Dois (Chapter Two), e então a felicidade e apenas tentar descobrir e aprender dos seus erros no Capítulo Tres(Chapter Three) – para ser a melhor versão de si mesmo que você pode ser.”

Miller diz que o lançamento em cores do álbum é uma maneira de fazer as pessoas ouvirem suas músicas em pequenos pedaços, já que é difícil fazer com que as pessoas se sentem e escutem mais trabalho.

“As pessoas realmente não consomem álbuns mais”, diz Miller. “As pessoas não se importam com 12 músicas ao mesmo tempo. Quando o Drake lançou More Life, e ele tinha algo como 20 músicas lá, as pessoas estavam tipo, ‘bem, o que eu faço com isso? Eu não tenho tempo para tudo isso agora,’ sabe? É triste pra mim, porque eu escuto os álbuns quando são lançados dos artistas que eu gosto… Eu acho que todos nós temos vidas realmente ocupadas agora e há tanta estimulação, há tantos artistas, há tanta música, há tanta arte, há tanto de tudo em um mundo que é difícil fazer as pessoas se concentrarem em 12 músicas suas de uma só vez “.

Então, ela pensou em uma maneira criativa de que ela pudesse fazer com que as pessoas prestassem atenção e realmente escutassem sua música – em segmentos de três músicas de tamanho menor. “Porque, obviamente, quando escrevemos nossa música”, diz ela, “derramos nosso coração e alma nela. Eu coloco tudo na minha música … Eu apenas sinto como, eu quero que as pessoas realmente ouçam o que eu tenho a dizer “.

Fonte: Billboard
Tradução e adaptação: BMBR

20.08.17
OUÇA: Trilha sonora do filme “Extraordinário” conta com música de Bea Miller

O filme “Extraordinário”, baseado no livro de mesmo nome, chega aos cinemas em Novembro desse ano e conta a história de August Pullman, o Auggie, uma criança que nasceu com uma séria síndrome genética que o deixou com deformidades faciais, fazendo com que ele passasse por diversas cirurgias e complicações médicas ao longo dos seus poucos anos de vida.

A adaptação conta com nomes grandes: Jacob Tremblay, Julia Roberts, Owen Wilson, entre outros!

Para embelezar mais essa história, Bea Miller lançou a música “brand new eyes” que é parte da trilha sonora do filme e foi a música presente no segundo trailer do filme que você pode conferir abaixo:

Ouça a música na íntegra abaixo:

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D // Bea Miller brasil