27.05.14
Jennifer Donnelly fala sobre Bea

Jennifer Donnelly, autora de “Deep Blue”, comentou sobre Beatrice e “Open Your Eyes” (música feita especialmente para a trilha de Deep Blue) em seu site.

“Eu estava na suíte de cortesia do evento de DEEP BLUE na Barnes & Noble Americana. Eu estava conversando com meu assessor quando Bea entrou na sala. Minha primeira impressão sobre ela foi uma de luz e movimento – uma grande chama solar loira. Ela tem um amplo e envolvente sorriso e uma  energia ilimitada.

Eu a abracei e a agradeci pela bela interpretação de “Open Your Eyes”, uma música inspirada em DEEP BLUE, e pelo seu trabalho duro no audiobook. Nós conversamos um pouco, e então ambas tínhamos coisas a fazer. Uma entrevista e aquecimento vocal para Bea, prática de leitura para mim.

Ás 7 pm, estávamos a diante.  Fui primeiro, falando sobre a inspiração por trás de  DEEP BLUE e lendo um pouco do livro. Como eu fiz, eu podia ver Bea na fileira da frente. Seus pés estavam sacudindo levemente. Nervos, eu pensei. E então eu me perguntei: Como pode alguém, não importa uma menina de 15 anos de idade, de pé em frente a uma multidão e cantar?

Só o pensamento me apavorou. É muito para mim apenas ficar de pé e falar sobre meu trabalho. Eu tenho a coisa cervo-em-um-farol algumas vezes , e de repente eu não posso lembrar meu próprio nome, não importa sobre o que eu supostamente era para estar falando.

Eu terminei minha leitura e me sentei. Era a vez de Bea. Ela ia cantar três músicas, acompanhada por somente seu guitarrista. Sem banda. Sem sintonizador automático. Sem um lugar para se esconder.

Ela começou com “Open Your Eyes” (veja abaixo). Quando eu escutei as primeiras notas, eu tive minha resposta. As pessoas se levantam e cantam pela mesma razão que elas escrevem. Ou pintam. Ou atuam. Porque elas não podem parar de fazê-lo.

Bea Miller nasceu para cantar. Para viver dentro das canções e torná-las suas próprias. Ela tem uma linda voz, com certeza. Mas o mesmo acontece com muitas pessoas. O que a deixa à parte? Emoção. Tem uma alma antiga dentro daquela garota, e faz-se ouvir quando ela canta. Sua voz expressa um enorme sentimento como se de alguma forma, nos seus 15 anos, ela já tenha vivido muito.

Bea Miller é o verdadeiro negócio – super-talentosa, genuína, inteligente, e dedicada.  Esse  combo pode levar essa garota longe e meus dedos estão cruzados por ela.
Katy, Rihanna, Pink – colocando-as sobre prévio aviso, senhoras. Melhor fazer um quarto no topo. “

 

Layout criado e desenvolvido por Lannie.D // Bea Miller brasil